quinta-feira, 14 de julho de 2011

Insana

A nota voa
som mata terra ar
fogo que vem
transmutando
deforma
a veia e a palavra
nada
tudo
basta
onde perdi
achei
desviei
meu caminho
sigo só
de repente, alento
não basta
sonho que se sonha
acordado
movimento e
fossa
trejeitos escondo
entre passos
falsos
bem mais falsos
do que este
mundo
alardeado de cimento
e pó


Lúcia Gönczy

Um comentário:

  1. Olá, estou ,passando por aqui para convidar você para conhecer meu blog doce.

    Quando puder passe por lá, vai ser um prazer ter sua companhia.

    www.tatidesignercake.blogspot.com

    ResponderExcluir